jun 112016
 

Pois bem, vira e mexe aparecem nos carros, nos pólos da bateria, aquela crosta verde-esbranquiçada:

20160611_122745[1]

E o que esse trem pode provocar?

Corrosão dos terminais e mal contato na bateria, podendo por a perder a peça.

O zinabre é altamente corrosivo e com o tempo a seu favor, pode destruir o terminal da bateria, o cabo de energia e, pelo mal contato, prejudicar o funcionamento do automóvel e a perda da bateria em si.

Quais as causas?

O zinabre resulta da oxidação do cobre e latão. É um processo natural, como exemplo peças de cobre que ficam esverdeadas com tempo, sendo facilitado pela por ambientes úmidos.

No caso do pólo da bateria há ainda mais fatores favoráveis: O ácido sulfúrico presente no eletrólito da bateria, que acaba vazando próximo aos pólos, em quantidades ínfimas é claro, porém, suficiente para acelerar o processo de formação do zinabre. Outro ponto que favorece é a eletrólise, que facilita as trocas com o ambiente.

DICA MASTER: nunca ao instalar uma bateria bata nos pólos, isso pode provocar deslocamentos do terminal e o maledeto do vazamento de ácido.

Apesar de mais comuns nos pólos da bateria, pode ocorrer em qualquer outro ponto elétrico do automóvel, onde estejam presentes o cobre ou o latão, corrente elétrica facilitando a eletrólise e umidade.

Se procurares bem em seu automóvel vais encontrar em outros lugares, em especial onde o cobre estiver exposto e houver umidade…atrás dos painéis é comum, porém, em quantidades bem menores que nos pólos da bateria.

É um defeito sério?

A situação é simples: todas as baterias vazam vapor de ácido pelos pólos, e a formação do zinabre sua consequência.

Penso que nem mesmo possa se considerar um defeito, trata-se de fenômeno químico natural. As condições do automóvel, em especial nos pólos da bateria, facilitam muito seu aparecimento.

Claro, que se for excessivo e ou houver vazamento de ácido da bateria é necessário maior cuidado, substituindo a mesma. Há modelos (conheço da Bosch) que afirma ser o terminal fundido a frio, o encaixe feito de forma a não haver vazamento…é uma opção, com seu preço…

Do mesmo modo convém verificar se não há vazamentos mais severos de ácido da bateria, aí sim pode ser perigoso, graças ao poder corrosivo do ácido sulfúrico que compõe o eletrólito.

Se o zinabre não for removido pode provocar mal contato, quebra da fiação e do conector da bateria, assim, convém cuidar, em especial no inverno e em época de chuvas.

Como remover e prevenir?

Para remover recomendo um produto químico fantástico: água quente. Há dicas com bicarbonato, porém, dado o teor de sódio, é uma mistura corrosiva não recomendável aos componentes metálicos, à exemplo da maresia.

Água quente resolve maravilhosamente, veja o vídeo:


E para prevenir, recomendo de mês em mês, naquela manutenção geral, borrifar qualquer micro-óleo, recomendando o wd-40 pelo seu poder hidrofugante, sem umidade, não haverá zinabre, conforme mostrado no vídeo.

É isso!

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)